quinta-feira, 7 de março de 2013

Inspiração...

Olá...
Como estão todos? Espero que muito bem.
   Após estar a pouco mais de um mês sem entrar nesse espaço, deixar minhas palavras, decidi que está na hora de voltar, ou pelo menos tentar ir me aconchegando novamente nesse lugar que sempre foi meu, mas que de uns tempos pra cá não me sentia a vontade nem no meu próprio ambiente...
   Sabemos que a vida é cheia de altos e baixo, porém algumas vezes é tão difícil aceitar não é mesmo?! Nos perguntamos algumas vezes porque os sorrisos não permanecem por mais tempo?! Porque a sensação de um dever cumprido dura somente alguns instante?! Porque a tal felicidade que invade o peito da gente, que causa calafrio na barriga, borboletas no estomago e energiza a alma são somente condições temporárias da vida?!  Foram essas perguntas que entraram em questão dentro de mim, perguntas das quais não encontrei respostas, talvez pelo simples fato de não serem necessárias entender... Preciso mesmo conhecer tudo? Entender tudo? Ter uma resposta para tudo? Aprendi que não, algumas coisas são melhores jamais serem conhecidas, ou entendidas, a principio de preferência nem questionadas.
   Não vou mentir dizendo que essa doença, que entrou em minha vida a 13 anos atrás não me trouxe nem uma consequência, que nunca me fez chorar, que nunca estremeceu a minha fé, que nunca me causou um nó imenso na garganta com desejo terrível de olhar para os céus e gritar no tom mais alto que eu pudesse.. CHEGA! EU NÃO AGUENTO MAIS! ... Mas não vieram junto a ela somente coisas desagradáveis, aprendi a ser mais forte, e quando falo em força é literalmente em todos os sentidos da minha vida, embora algumas vezes me sinta assustada, aprendi a não ter medo de nada que a vida possa me sujeitar, aprendi inclusive a não ser doce em circunstâncias que merecem meu lado amargo... Aprendi muito, coisas inumeráveis, porém não o bastante para ser inabalável, intocável. Serei sempre uma eterna aprendiza.
   Aconteceram tantas coisas nesse período de um mês, a verdade que nas circunstâncias que me encontro um dia é suficiente pra encher um capitulo do livro da minha vida... Dia 1° de Fevereiro completei meus exatos 22 anos de idade, de vida, de sobrevivência, sei lá, o termo que de repente se encaixar melhor... Tinha tudo para ser perfeito, amigas chegando em casa com festa surpresa, muito bolo, refrigerante, conversa, risos... Algo que definitivamente eu não esperava,  mas o mais incrível é que todo ano elas conseguem me surpreender com a mesma atitude... Sempre acontece algo de diferente, ou acabo estragando a surpresa, estando no lugar errado, na hora errada ou como dessa ultima vez, uma laranja voadora vem voando de algum lugar do mundo e quase leva o bolo ao chão...rsrs. Mas como eu sempre digo, se algo não der errado, não é a gente. Depois de tudo ter passado,  feliz, agradecida pela surpresa, ainda assistindo televisão, pois não conseguia dormir, comecei então a passar muito mal, comecei a sentir como se meu corpo estivesse flutuando, visão turva, ouvidos tampados e a minha cabeça parecia oca, tudo bem que sou loira, mas parecia ainda mais oca...rsrs, sem contar a quantidade absurda de suor que perdi, soava frio o tempo inteiro, minha roupa se encharcou, tentei chamar por alguém, mas não sei se ninguém me ouvia, ou se eu que não tinha força para gritar e pensei que estivesse chamando... Mesmo assim fiquei esperando o mal estar dar uma aliviada, até que eu conseguisse me levantar e então entrei no banho, depois ao me dirigir ao hospital o médico relatou uma suposta convulsão nervosa, da qual não entendi o motivo, pois não me sentia nervosa... Desde que algumas coisas se passaram comigo, talvez pelo stress que tudo causou, tenho sentido muita dor do lado esquerdo do peito, arritmias, sinto como se um aparelho celular vibrasse dentro a minha cabeça, formigamento nas mãos, no rosto e nos lábios, ainda não fui ao médico ver do que se trata, mas como está ficando frequente creio que o melhor seja fazer um visitinha ao cardiologista... A verdade é que minha vida se tonou um verdadeiro teste de paciência.
    Agradeço aos amigos, as pessoas que estão sempre muito presentes, algumas que nem me conhecem mas mandam pesquisas tentando ajudar de alguma forma na minha melhora, outras perguntam se preciso de ajuda na compra das medicações, me perguntam se quero viajar para espairecer, descansar, conhecer novos lugares... Agradeço de todo coração, mas Graças ao meu bom Deus os remédios consigo comprar, os passeios terão que ficar para depois, até pelo menos eu ter certeza que não terei nem um ataque durante nenhum passeio...rs
    Continuo tentando viver um dia de cada vez, o melhor que eu posso e consigo, estou parecendo o bob esponja toda furada...rs. As enfermeiras entram em panico a cada vez que precisam pulsionar alguma veia em mim...rs... Tadinhas...rsrs. Mas com fé sempre conseguimos encontrar aquela bem escondida mesmo assim as agulhas precisam ser aquelas com calibre maior, para minhas veias não estourarem pois são as mais fininhas e pequenas, mais usadas para pulsionar veias de bebe...rsrs
   Enfim, a vida é isso, quando pisamos aqui, desde o momento da nossa geração, até o fim da vida, estamos incrivelmente sujeitos a tudo, sujeitos a encontrar doenças que podem mudar nossa rotina, nossos planos, a encontrar pessoas que vão nos fazer tão bem, outras nos fazerem tão mal... E mesmo assim temos que entender o porque de algumas pessoas sofrerem tanto tempo com alguma doença até conseguir o descanso, o porque de outras sofrerem tão pouco tempo e partir, o porque de algumas pessoas cometerem um erro, embora não seja grave e ter consequências desastrosas, o porque de outras passarem a vida inteira prejudicando outras pessoas, humilhando, ferindo os sentimentos alheios e simplesmente sofrerem nenhuma consequência ou então terem consequências poucas diante de seus atos.
Sinto muita saudade de tudo, saudades principalmente de mim mesma... De um tempo que sonhar era mais fácil, que as incertezas não doía tanto e de um tempo que não me encontrava tão ferida. Talvez voltar no tempo fosse demais pra mim, e é impossível, mas queria recuperar um terço de tudo que perdi quando inclui na minha vida, decisões e pessoas erradas... 
   A realidade é que a vida mais do que qualquer poema, ou qualquer canção exige inspiração... Inspiração em meio a dura realidade, inspiração para seguir em frente diante das lutas, para sorrir sempre, para ser feliz.


 
" Se chorei ou se sorri o importante é que emoções eu vivi..."

8 comentários:

  1. Ju minha princesinha querida,não tem como não se emocionar com seus textos...Me sinto tão pequena diante da sua situação mesmo eu vivendo uma que é de ficar com cabelos em pé!!!
    Cara te admiro demais vc não tem noção!!!
    Te amodoro...
    Deus te abençoe cada vez mais!
    Você é meu orgulho!

    ResponderExcluir
  2. Boa noite minha linda menina do Sonho Rosa.
    Voce e demais garota! Nos faz sentir que a
    Vida e especial e deve ser vivida na integra
    sem meio termo ou perda de tempo.
    Saudades demais de ti, dde te ler e saber
    como voce esta...Eu tbm estava ausente, mas,
    estou voltando aos poucos.
    Beijos minha flor e PARABENS pelo seu niver.
    Gostaria de mandar-lhe algo, me permite?
    Um carinho, um mimo (parafraseando Tio Castanha)
    Uma recordação daquela que te amodora demais!
    Espero tua resposta la no email...Beijos Carinhosos!!
    SEJA BEM VINDA!

    ResponderExcluir
  3. Se chorei ou se sorri o importante é que emoções eu vivi..." Isso memso viva suas emoções do seu jeito, da sua maneira e deixe sempre a luz do céu entrar, abra bem as portas do seu coração e sentirá sempre a força desta luz q é chamada e sentida como DEUS, pra vc menina guerreira e sapekinha o tio Castanha deixa aqui carinhosos e quentinhos beijinhos de carinho e fé em tudo de bom pra vc, bjos, bjos ebjossssssssssss

    ResponderExcluir
  4. Uhuuuuu, oba!! Que bom que esta de volta. Sabe quando vejo sua carinha la no blog me acho importante?? Hahaha Tipo ela veio aqui!!
    Feliz aniversario, atrasado mesmo, pois todos os dias fazemos uma idade nova.
    Aproveita o dia,
    Não deixes que o dia termine sem teres crescido um pouco, sem teres sido feliz, sem teres alimentado teus sonhos. Não te deixes vencer pelo desalento.
    Não permitas que alguém te negue o direito de expressar-te, que é quase um dever.
    Não abandones tua ânsia de fazer de tua vida algo extraordinário.
    Não deixes de crer que as palavras e as poesias sim podem mudar o mundo.
    Porque passe o que passar, nossa essência continuará intacta.
    Somos seres humanos cheios de paixão.
    Minhas poesias estarão sempre la pra vc Menina do blog que aprendi a amar.
    Ó eu to sem docinho, kkkk, mas as vezes cometo um delito.

    Beijos moça bonita. eu volto.

    ResponderExcluir
  5. Que bom que voltaste, e com um enorme animo e força de vontade. Podes até ser uma jovem menina, mas que ensina a muita gente o que é a vida e as suas contrariedades. Desejo de coração que vivas uma vida o mais saudável possível, tenho a certeza que haverá um Deus qualquer para te proteger.

    Bjsssss

    ResponderExcluir
  6. Olá Ju obrigada volte sempre beijinhos.

    ResponderExcluir
  7. OBRIGADA PELA VISITA. BEIJOS DE LUZ

    ResponderExcluir
  8. Olá!!!!Minha querida amiga JU!!!Voce voltou, me visitou e vim correndo aqui ver como você está. Suas novidades! E são muitas né? Pena que nem todas são alegres. Mas como já te disse milhões de vezes aqui, você é uma guerreira, vc é forte e determinada. E adoro ler você, pois vc consegue colocar em cada palavra toda a sua luta e sua sensibilidade. Mês passado era para ter vindo aqui, pelo seu níver, mas não vim, e vejo que vc estava ausente...Continue lutando minha amiga, tenho certeza que Deus está olhando por você. Um beijo amigo, Rubi.
    p.s. - voltei tb ao meu blog.Salute!

    ResponderExcluir