sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Doença que Crohn

É também uma doença auto-imune... Uma pessoa que está participando do blog tem a doença de Crohn, coloquei algumas informações sobre a doença pra que possamos entender um pouco mais sobre ela


DOENÇA DE CROHN

O que é?

O conjunto das Doenças Inflamatórias Intestinais (DII) abrange a Doença de Crohn (DC) e a Retocolite Ulcerativa (RCU). A Doença de Crohn caracteriza-se por inflamação crônica de uma ou mais partes do tubo digestivo, desde a boca, passando pelo esôfago, estômago, intestino delgado e grosso, até o reto e ânus. Na maioria dos casos de Doença de Crohn, no entanto, há inflamação do intestino delgado; o intestino grosso pode estar envolvido, junto ou separadamente. A doença leva o nome do médico que a descreveu em 1932.

Como se desenvolve?

Não se conhece uma causa para a Doença de Crohn. Várias pesquisas tentaram relacionar fatores ambientais, alimentares ou infecções como responsáveis pela doença. Porém, notou-se que fumantes têm 2-4 vezes mais risco de tê-la e que particularidades da flora intestinal (microorganismos que vivem no intestino e ajudam na digestão) e do sistema imune (mecanismos naturais de defesa do organismo) poderiam estar relacionadas. Nenhum desses fatores, isoladamente, poderia explicar por que a doença inicia e se desenvolve. O conjunto das informações disponíveis, até o momento, sugere a influência de outros fatores ambientais e de fatores genéticos.

Nota-se a influência dos fatores genéticos em parentes de primeiro grau de um indivíduo doente por apresentarem cerca de 25 vezes mais chance de também terem a doença do que uma pessoa sem parentes afetados.

O que se sente?

A Doença de Crohn costuma iniciar entre os 20 e 30 anos, apesar de ocorrerem casos também em bebês ou casos iniciados na velhice. Os sintomas mais freqüentes são diarréia e dor abdominal em cólica com náuseas e vômitos acompanhados de febre moderada, sensação de distensão abdominal piorada com as refeições, perda de peso, mal-estar geral e cansaço. Pode haver eliminação, junto com as fezes, de sangue, muco ou pus. A doença alterna períodos sem qualquer sintoma com exacerbações de início e duração imprevisíveis.

Outras manifestações da doença são as fístulas, que são comunicações anormais que permitem a passagem de fezes entre duas partes dos intestinos, ou do intestino com a bexiga, a vagina ou a pele. Essa situação, além de muito desconfortável, expõe a pessoa à infecções de repetição. As fístulas ocorrem isoladamente ou em associação com outras doenças da região próxima ao ânus, como fissuras anais e abscessos.

Com o passar do tempo, podem ocorrer complicações da doença. Entre as mais comuns estão os abscessos (bolsas de pus) dentro do abdômen, as obstruções intestinais causadas por trechos com estreitamento - causado pela inflamação ou por aderências de partes inflamadas dos intestinos. Também pode aparecer a desnutrição e os cálculos vesiculares devido à má absorção de certas substâncias. Outras complicações, ainda que menos freqüentes, são o câncer de intestino grosso e os sangramentos digestivos.

Alguns pacientes com Doença de Crohn podem apresentar evidências fora do aparelho digestivo, como manifestações na pele (Eritema Nodoso e Pioderma Gangrenoso), nos olhos (inflamações), nas articulações (artrites) e nos vasos sangüíneos (tromboses ou embolias).

Como o médico faz o diagnóstico?

A base do diagnóstico é pela história obtida com o paciente e pelo exame clínico. Havendo a suspeita da doença, radiografias contrastadas do intestino delgado (trânsito intestinal) podem ajudar na definição diagnóstica pela achado de ulcerações, estreitamentos e fístulas características. O intestino grosso também costuma ser examinado por enema baritado (Rx com contraste introduzido por via anal) ou colonoscopia (endoscopia). Esse último exame, que consiste na passagem por via anal de um aparelho semelhante a uma mangueira, permitindo a filmagem do interior do intestino grosso, tem a vantagem de permitir também a realização de biópsias da mucosa intestinal para serem analisadas ao microscópio.

Mais recentemente, dois exames de sangue, conhecidos pelas siglas ASCA e p-ANCA, já podem ser usados no diagnóstico da Doença de Crohn entre nós, ainda que não sejam confirmatórios e tenham seu uso limitado pelo custo.

Como se trata?

O tratamento da Doença de Crohn é individualizado de acordo com as manifestações da doença em cada paciente. Como não há cura, o objetivo do tratamento é o controle dos sintomas e das complicações.

Não há restrições alimentares que sejam feitas para todos os casos. Em algumas pessoas, observa-se intolerância a certos alimentos, freqüentemente, à lactose (do leite). Nesses casos, recomenda-se evitar o alimento capaz de provocar a diarréia ou a piora de outros sintomas. Indivíduos com doenças no intestino grosso podem ter benefícios com dieta rica em fibras (muitas verduras e frutas), enquanto que em indivíduos com obstrução intestinal pode ser indicada dieta sem fibras.

Além de adequações na dieta, medicamentos específicos podem ser usados para o controle da diarréia com razoável sucesso. O uso desses medicamentos deve sempre ser orientado pelo médico, já que há complicações graves relacionadas ao seu uso inadequado.

Medicamentos específicos que agem principalmente no controle do sistema imune são usados no tratamento dos casos que não obtém melhora satisfatória apenas com dieta e antidiarréicos. São eles a sulfassalazina, mesalamina, corticóides, azatioprina, mercaptopurina e, mais recentemente, o infliximab. Pelo seu custo e efeitos colaterais, a decisão sobre o início do uso, a manutenção e a escolha do medicamento deve ser feita por médico com experiência no assunto, levando em conta aspectos individuais de cada paciente.

Alguns doentes com episódios graves e que não melhoram com uso das medicações nas doses máximas e pelo tempo necessário, podem necessitar de cirurgia com retirada da porção afetada do intestino.

Situações que também requerem cirurgia são sangramentos graves, abscessos intra-abdominais e obstruções intestinais. Apesar de se tentar evitar ao máximo a cirurgia em pacientes com Doença de Crohn, mais da metade necessitarão de pelo menos uma ao longo da vida. Retiradas sucessivas de porções do intestino podem resultar em dificuldades na absorção de alimentos e em diarréia de difícil controle.

Como se previne?

Não há forma de prevenção da Doença de Crohn (DC).

Pessoas já doentes são fortemente orientadas a não fumar como forma de evitar novas exacerbações. O uso crônico das medicações usadas para o controle das crises não mostrou o mesmo benefício na prevenção de novos episódios, devendo, portanto, ser individualizada a manutenção ou a suspensão do tratamento após o controle dos sintomas iniciais ou de agudização.

Perguntas que você pode fazer ao seu médico

Para que serve o tratamento?

Devo tomar os remédios quando estiver bem? E se estiver bem há muito tempo?

O que faço quando acabar a receita?

Essa doença tem cura?

Vou precisar repetir exames? De quanto em quanto tempo?

O que faço se os sintomas piorarem durante o tratamento?

Que tipo de remédio posso ou não usar para outros problemas?

Vou poder ter uma vida "normal"?

Posso precisar de cirurgia? Se operar vou ficar curado?

Há outros sintomas ou doenças associadas à Doença de Crohn?

Site: http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?152



Beijinhos da menina do Blog...

8 comentários:

  1. Juuuuuuuuuuuu...
    Muito legal a sua atitude em nos ajudar com essa postagem... Afinal a informação ainda é a nossa principal aliada para a prevenção...
    Espero que esteja bem...
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Oi Ju...
    Como vc está?
    Acredito que a pessoa que vc esteja se
    referindo no poste acima seja eu certo?
    Achei muito rica sua postagem.No meu também estou
    falando sobre a Doença de Crohn mas bem menos pois não estou conseguindo copiar e colar no blog.
    Mas e vc como tem passado?
    Um beijo e uma ótima semana.
    Clara

    ResponderExcluir
  3. Oi Juuuuu...
    Espero que Esteja bem... fico feliz que tenha gostado. Bjus

    ResponderExcluir
  4. Oie...
    Fico feliz em saber seu nome Clara.
    E a pessoa da qual me refiro é vc sim...
    No que eu puder ajudar estou aqui e me passa seu blog quero seguir.
    Bjus!

    ResponderExcluir
  5. Muuito obrigada mesmo Ju.
    Meu blog é esse.
    http://clara-sonhoscoloridos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Olá gostei do seu blog eu tenho um blog gostaria que vesse ...sorte pra nos mulheres maravilhas http://bubumagapepper.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá gostei do seu blog eu tenho um blog gostaria que vesse ...sorte pra nos mulheres maravilhas http://bubumagapepper.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Olá, já faz algum tempo que estou ensaiando para descrever tudo o que me aconteceu, e se tratando de um presente em minha vida, aprendi que precisamos compartilhar e dividir tudo o que for de bom para com o próximo. Deixando claro que não há qualquer pretensão em persuadir para uma conversão religiosa, mas, sim para uma realidade inevitável da existência Divina, Soberana e Suprema de Deus.
    Meu nome é Iara, tenho 38 anos, e aos 33 anos após um ano e meio de sofrimento e também passar por quatro especialista e somente com quinto finalmente obtive o diagnostico de crohn. Eu já estava muito magra, e com várias crises e algumas internações.Neste dia era um fim de tarde, sentada de frente ao médico o que ele me dizia, aquelas revelações eram bombásticas, me vi fora de mim, sem forças pra gritar, foram alguns minutos onde pensei desesperadamente o que seria de minha vida?,só de pensar que sentiria aquela dor horrível,viver dependente de medicamentos,sem qualidade de vida, era terrível.
    Fui pra casa, entrei em meu quarto tranquei a porta, me ajoelhei e chorei muito,e em meio a muitas lagrimas e soluços me lembrei de DEUS, a única coisa que eu conseguia falar com ELE era pedir perdão, pedia insensatamente perdão, pois, nestes longos meses ,não chamei pelo seu nome, não clamei por socorro, não pedi a cura. Quando de repente no silêncio do meu quarto ouvi sua voz me dizendo:” Eu sempre estive aqui, esperando você me chamar’,... bom ai foi que meu pranto não cessou mesmo .
    Foi um momento de muita entrega e clamor, coloquei ali nas mão Dele minha vida, eu dizia que pela minha fé eu ja estava determinando minha cura, e que a vontade Dele iria prevalecer sobro minha vida.Porque sei que a vontade Dele é boa e agradável, conhecendo suas promessas que também são fiéis.
    Levantei , a parti daquele momento, quando a dor vinha eu recitava os versiculos do de João.16:24(Ele me da certeza de pedir e receber em seu nome JESUS) Livro de Isaias: 53:4-5,(deixa claro que levou sobre sim todas as minhas infermidades).Durante seis longos dias quando vinha a dor eu falavam em voz alta estes versículo, e no sétimo dia, não senti mais nada, até dia de hoje!!
    Para completar o presente, Ele sabendo de minhas limitações no organismo, veio DELE uma inspiração Divina, em minha mente para fazer uso diário de um suco(completou a minha cura).
    Suco este feito do sumo de frutas e hortaliças:3 folhas de couve grande,2 macas c/casca,1/3 de Salsa, 3 cm de gengibre, 1 cenoura( sem água feito em processador).Mudou ainda mais minha vida, se eu ficar sem beber tenho refluxo.Um detalhe,hoje posso comer de tudo, só não como pedra porque é impossivél rsrsrsrsrs.
    Espero de todo coração,ter ajudado a ter uma vida sem cronh,isso é possivel ,tem 5 cinco anos que fui completamente curada!!
    Grata

    ResponderExcluir